Empresários da Avenida Itaúba dão pontapé inicial para criar associação de bares, restaurantes e similares

0
Um dos projetos da associação é colocar os bares e lanchonetes somente de um lado da avenida. Com isso, organizar o local para atrair o público de outras zonas da cidade. Foto: divulgação

Um grupo de empresários da Avenida Itaúba, localizada no bairro Jorge Teixeira, na Zona Leste de Manaus, deu o pontapé inicial, na tarde da última terça-feira (12), para criar a Associação dos Bares, Restaurantes, Lanchonetes e Similares da Avenida Itaúba (Abrelsai).

A reunião reuniu cerca de 20 empresários e microempresários, além de advogados, fiscais da vigilância sanitária e assistente social, onde foram discutidas as propostas da associação, que visa valorizar a Zona Leste de Manaus.

O movimento é encabeçado por Geovane Souza, empresário que atua na localidade há quatro anos com dois estabelecimentos (Restaurante Top Refeições e Mercadinho Top).

Segundo ele, a ideia de criar a associação surgiu durante a pandemia da Covid-19, momento em que eles passaram por bastante dificuldades por conta do lockdown.

“A Polícia Militar chegava com truculência, quebrando lâmpadas, quebrando cadeiras e expulsando clientes dos estabelecimentos. E eu via nos jornais a Abrasel se reunindo com o governador buscando soluções para amenizar o lockdown. E com isso nasceu um desejo em mim de criar uma associação para que no futuro possamos conseguir a construção de uma praça de alimentação, além disso, caso aconteça novamente um problema de saúde pública, que a gente tenha representatividade e alguém que brigue por nosso direitos”, disse Geovane.

O empresário salientou o preconceito que a área sofre por conta da criminalidade e ressaltou que a associação também tem o objetivo de tirar essa visão sobre a Zona Leste.

“Somos criminalizados no ponto de vista de várias pessoas. Para muitos, a Zona Leste é uma área perigosa, que só tem morte, mas quem convive sabe que isso é totalmente diferente, pois criminalidade tem em todas as zonas”, disse Geovane, acrescentando que a associação tem o objetivo de mostrar uma nova Zona Leste.

Movimenta a economia

Uma das áreas mais populosas da cidade, a Zona Leste tem uma grande área de comércio, que gera empregos e movimenta a economia da cidade.

“Nós somos geradores de emprego e renda. Hoje, contamos com mais 350 colaboradores. Geramos arrecadação para o estado e município, mas isso não é visto por muitos. Para a maioria, a Zona Leste é vista somente como o maior colégio eleitoral e queremos mudar essa visão”, frisa.

Conforme Geovane, se fizer um balanço, anualmente, a Avenida Itaúba, gera mais de R$ 10 milhões em renda. “Imagina quanto isso gera de imposto e emprego, pois ninguém ganha dinheiro e guarda, nós movimentamos o mercado. Queremos mostrar através da nossa associação uma nova Zona Leste. Queremos ser vistos como empresários e microempreendedores”, frisou.

Projetos

Um dos projetos da associação é colocar os bares e lanchonetes somente de um lado da avenida. Com isso, organizar o local para atrair o público de outras zonas da cidade.

Além disso, os empresários também estão com um projeto para ajudar a diminuir a violência, em parceria com o Governo e Prefeitura.

Com informações da assessoria

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui