Vacinação: Média diária de doses aplicadas contra Covid-19 aumenta em 50% no Amazonas em três meses e meio

0

A média diária de doses de vacina contra a Covid-19, aplicadas no Amazonas, aumentou em 50% na primeira quinzena de fevereiro deste ano, comparada ao mês de novembro de 2021, atingindo 24.469 doses, segundo dados consolidados pela Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas – Drª Rosemary Costa Pinto (FVS-RCP). Em conjunto com a Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas (SES-AM), a fundação dá suporte à vacinação.

Em fevereiro de 2022, até quarta-feira (16/02), foram aplicadas 342.560 doses de vacina contra Covid-19. Durante todo o mês de novembro de 2021, foram 488.877 aplicações de imunizantes contra a infecção no estado, com média diária de 16.296.

“O Governo do Amazonas tem implementado diversas estratégias para levar a vacina para mais perto da população, o que reflete diretamente na redução expressiva no número de casos, óbitos e hospitalizações pela Covid-19 que observamos. Por isso, é tão importante que as pessoas busquem se vacinar”, destaca o secretário de Estado de Saúde do Amazonas, Anoar Samad.

As estatísticas mensais de doses aplicadas contra Covid-19 são consolidadas pela Sala de Situação de Análise de Saúde da FVS-RCP. De acordo com a diretora-presidente da FVS-RCP, Tatyana Amorim, o aumento na quantidade de doses aplicadas faz parte do processo de diagnóstico situacional sobre a baixa cobertura vacinal no Amazonas.

“Nossas equipes estão sendo deslocadas para os municípios, colaborando com o planejamento das ações das campanhas de vacinação municipais. Então, lembramos que todos busquem os postos de vacinação para manter o esquema vacinal atualizado”, afirma Tatyana, acrescentando que oito municípios foram visitados pelos profissionais de saúde de 7 a 16 de fevereiro.

Rastreio – As equipes compostas pela SES-AM e FVS-RCP visitaram, de 7 a 16 de fevereiro, os municípios de Santa Isabel do Rio Negro, Coari, São Paulo de Olivença, Rio Preto da Eva, Tabatinga, Atalaia do Norte, Ipixuna e Guajará.

Entre os pontos de melhoria identificados, estão divergências e duplicidades nos dados de vacinação inseridos no sistema oficial do Ministério da Saúde, cadastro de vacinação com informações incompletas e ausência de acesso à internet.
Uma segunda equipe técnica segue, de 20 a 25 de fevereiro, até Codajás, Barcelos, Pauini, Novo Airão, Lábrea, Anamã e Boca do Acre. Em março, serão visitados os municípios de Alvarães, Anori, Boca do Acre, Borba, Caapiranga, Envira, Humaitá, Iranduba, Itamarati, Japurá, Beruri, Manacapuru, Manaquiri, Maraã, Maués, Nova Olinda do Norte, Novo Aripuanã, São Gabriel da Cachoeira, Tefé e Uarini.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui